noticir
volver
   
 

O CANTO DA HISTÓRIA: MIGUEL STOOPEN ROMETTI  
 

Miguel Stoopen nos deixou e a radiologia Mexicana, Latino-americana, Hispânica e global lamentam sua perda. Radiologista mexicano (1938-2021), Miguel era considerado um dos melhores de seu país e um dos mais representativos de toda a América Latina. Miguel foi um claro arquiteto do desenvolvimento e atualidade não só da Sociedade Mexicana de Radiologia e Imagem (SMRI), mas também do Colégio Interamericano de Radiologia (CIR), a organização que mais tem contribuído para estreitar e fortalecer os laços de união e amizade da radiologia latino-americana com a espanhola e norte-americana, incluindo Estados Unidos e Canadá.

Ele nasceu na Cidade do México, estudou na Faculdade de Medicina da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), graduando-se em 1961 e posteriormente completando as residências em Medicina Interna, Gastroenterologia e Radiologia no Hospital General del Centro Médico Nacional del Instituto Mexicano del Seguro Social. Concluiu a sua formação com uma subespecialização em radiologia abdominal em Paris, no Hospital Saint Antoine, sob a tutela do Professor Edouard Chéerigié.

De volta ao seu país, após brilhantes provas, tornou-se Chefe da Radiologia do Hospital de Especialidades do Centro Médico la Raza e, a partir de 1993, tornou-se diretor médico do Grupo C.T. Scanner. Em 2000, Miguel foi também nomeado Diretor do Departamento de Imagem da Clínica Lomas Altas, da qual foi vice-presidente executivo entre 2009 e 2013.

Dotado de grande capacidade de ensino e pesquisa, ministrou mais de 1.300 palestras em diversos países da América Latina e da Europa, sendo autor de mais de 300 artigos científicos e 14 capítulos de livros. Foi editor da Revista Mexicana de Radiologia entre 1981-2000 e editor fundador deste NOTI CIR, o boletim eletrônico mensal do CIR. Ele também foi o promotor e editor da série de livros Avanços no Diagnóstico por Imagem, uma coleção de 17 monografias de autores do CIR, com um grande esforço para divulgar os avanços radiológicos na radiologia de língua espanhola.

Ele foi um distinto membro de várias sociedades médicas, incluindo a Radiological Society of North America (RSNA), a American Roentgen Ray Society (ARRS), a International Society of Radiology (ISR), o American Institute of Ultrasound in Medicine e a Societé Française de Radiologie (SFR). Miguel, com grande talento organizacional, foi o fundador e atuou como Secretário da Associação Mexicana de Hepatologia, Presidente da Federação Mexicana de Radiologia e Imagem e Presidente do CIR (2006). Miguel recebeu o reconhecimento das sociedades de radiologia mais prestigiadas do mundo, atuando como Vice-Presidente da RSNA e Membro do Board da ISR.

Detentor da Medalha de Ouro da Federação Mexicana de Radiologia e Imagem e do CIR, bem como da Sociedade Mexicana de Radiologia, foi também eleito Membro Honorário das Sociedades de Radiologia da Argentina, Honduras, Equador e Espanha.

Miguel teve um impacto tão grande na radiologia mexicana e latino-americana que sua história não poderia ser escrita sem um capítulo dedicado às muitas realizações educacionais, científicas e organizacionais do Dr. Stoopen. Miguel era um homem com projeção global, orgulhoso de ser um radiologista mexicano, mas culturalmente competente e integrado com a radiologia francesa, norte-americana e latino-americana. Com um faro aguçado para buscar alianças frutíferas e duradouras, seus esforços resultaram em acordos de colaboração com a SFR, SERAM e RSNA que contribuíram com professores e artigos para eventos do CIR e SMRI. Seu trabalho durante décadas como Diretor Científico do Curso Internacional SMRI tradicionalmente realizado em fevereiro na Cidade do México é digno de nota. Este curso tornou-se sob sua orientação científica um dos eventos educacionais anuais de maior sucesso de assistência e impacto da América Latina com a participação das primeiras espadas da radiologia mundial e o copatrocínio oficial da RSNA, SFR e SERAM.   

Homem de carácter afável, de grande cultura e amante da história, esteve sempre próximo e aberto ao diálogo com todos. Extraordinariamente querido e respeitado por seus colegas e alunos, desenvolveu um importante papel de liderança, não só na radiologia mexicana, mas na radiologia latino-americana como um todo, contribuindo muito para fortalecer os laços de união e amizade com a radiologia espanhola recebendo meses antes da sua morte a merecida nomeação de Membro Honorário da SERAM.

Devoto e amante da família, articulou-se perfeitamente com a sua esposa Verónica, formando um casal carinhoso e fácil de identificar na maioria dos congressos, a que assistiram juntos.

Dr. Pablo R. Ros
Dr. Luis Humberto Ros
Autores

 

 

 
   
facebook twetter editores tercertermino